HORA DE DORMIR

 

“Hora de dormir” (“sleep time” no original) é e sempre foi um livro mágico para mim. Daqueles que guardam um pedacinho da infância, uma sensação gostosa de lembrança, uma redescoberta a cada página.

Quando eu era criança, a casa dos meus pais não era assim, exatamente, uma biblioteca. Digamos que livro não era o foco do pessoal, que se amarrava mesmo era numa TV. Mas eu acho que já nasci gostando de livro, mesmo que eles fossem poucos ao meu redor. Lembro de cada capa, das ilustrações e principalmente do sentimento que cada estória me despertava. Desses, o que mais me marcou foi justamente “Hora de dormir”, um livro cartonado com ilustrações delicadas de crianças felizes e bochechas rosadas e uma atmosfera quase que onírica.

Eis que nos idos da minha adolescência, meu livro desapareceu. E fiquei anos sem vê-lo, mas com sua lembrança bem guardadinha na memória. O tempo passou, me tornei adulta, engravidei e… sorrateiramente ele ressurgiu dos escombros do maleiro, na hora certa, fazendo com que eu me re-apaixonasse, depois de adulta, pelo meu livro favorito da infância. E toda aquela sensação boa voltou.

De maneira muito singela e delicada, o livro explora o ritual das crianças antes de dormir, desde o primeiro sinal de sono, marcado por deliciosos bocejos, até as crianças finalmente adormecidas, após tomarem banho e escovarem os dentes. Contrastando com o ritual das crianças há a vida noturna de vários bichos, como o cavalo que dorme de pé ou a preguiça que dorme de cabeça pra baixo. Há também os animais que dormem durante todo inverno ou aqueles que vão dormir quando todo mundo acorda, como os ratos e a corujas. Outras culturas e hábitos também estão lá, como os japoneses que dormem no chão. Esse aliás é um dos pontos fortes do livro e que muito me marcou na infância: um dos poucos livros à apresentar crianças de diferentes culturas e etnias de maneira muito respeitosa e livre de estereótipos. Essa é inclusive a marca da autora em seus livros e o porquê deles serem ainda mais bacanas.

Uma linda maneira de dizer boa noite aos nossos filhos!

Hoje, “Hora de dormir” é um  dos livros  preferidos dos meus filhos, senão “o” preferido. De tão especial o tal livro, comprei em sebos vários outros volumes da coleção, igualmente lindos. São de uma americana incrível chamada Gyo Fujikawa, que em minhas pesquisas descobri ser adorada pelos adoradores de ilustração infantil. Tanto que seus livros são dificílimos de serem encontrados em sebos, e infelizmente estão todos esgotados no Brasil. Mas no exterior são muitos os títulos disponíveis. As crianças amam. E as mães das crianças também!

Sobre a autora:

Sempre pensei que Gyo Fujikawa fosse um homem. Não é. Apesar do nome ser de fato masculino, Gyo Fujikawa era mulher. Nascida nos EUA em 1908 e filha de pais japoneses (que a batizaram com um nome chinês masculino!), ela viveu até os 90 anos (1998) e escreveu e ilustrou mais de 50 livros infantis, que já foram traduzidos para muitas línguas e publicados em mais de 20 países. Seu primeiro trabalho com ilustração infantil foi publicado em 1957, e em 1963 escreveu e ilustrou “Bebês”, o primeiro livro inteiramente seu e até hoje o mais famoso.

Conhecida principalmente por suas crianças felizes de bochechas rosadas, e pela inclusão de diferentes culturas e etnias em suas ilustrações, as quais carregam um leve sotaque japonês misturadas com um quê da publicidade dos anos 50.  A autora e ilustradora, que também trabalhou para Walt Disney e fez carreira na publicidade, tinha um objetivo: capturar a imaginação das crianças através de suas ilustrações.

Conseguiu!

Boa noite!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s