LIVRO – A CASA ASSOMBRADA

a casa assombrada

“A casa assombrada” é aparentemente um livro bem simples. Ilustração simples, texto simples. Simples até demais foi o que pensei num primeiro momento. Mas, convencida pela vendedora, de que fazia o maior sucesso entre os pequenos, comprei. Sem muita convicção, mas comprei. Não deu outra: sucesso total!

gato na mala - a casa assombrada

E então entendi a magia toda, que reside justamente na simplicidade absoluta das formas, esculpidas em linóleo-gravura com traço preciso. Quase sem cores e quase sem detalhes, a ilustração revela dois personagens incrivelmente carismáticos: uma menina-bruxa e seu gato, que em poucos gestos se fazem amar. Eles caçam todos os fantasmas que a princípio deveriam lhes causar medo, para em seguida transformá-los em objetos e incorporá-los ao cotidiano, como cobertores ou toalhas de mesa. Está aqui a sacada deste livro: lidar com o medo de uma forma sutil, transformando-o em algo palpável e visível, oferecendo uma ótima sugestão para o seu enfrentamento ao incorporá-lo ao repertório da criança. Medo enfrentado, medo dominado, assim como “chapéuzinho amarelo”, “Gildo” e outros tantos, cada um com algo de especial. O algo de especial deste está justamente na ilustração simples (mas não simplista), que utiliza apenas a cor preta sob um fundo laranja vivo e destaca os fantasmas feitos com colagem de papel tissue, remetendo ao clima (e às cores) do halloween, e também na relação que a bruxinha estabelece com seu leitor ao lidar com o desconhecido (o medo de fantasma, que povoa a imaginação dos pequenos) de forma irreverente e descontraída. Valente, a menina-bruxa caça sozinha todos os fantasmas, contando somente com a ajuda de seu fiel gato (fofamente fantasiado de “gato preto”), sem precisar recorrer a nenhum salvador outro e invertendo a história de “assombração”, passando da provável menina assombrada para a bruxa caçadora de assombração, que mostra ao leitor que a melhor maneira de lidar com o medo é através da brincadeira.

 a casa assombrada escada

“A Casa Assombrada”
Autora: Kazuno Kohara
Tradução: Heloisa Prieto
Editora: Cosac Naify

Sobre a autora:

Kazuno Kohara cresceu no Japão e hoje vive na Inglaterra. Seu livro de estreia, A casa assombrada (Ghosts in the House  no original) recebeu o British Fantasy Award e entrou na lista Melhor Livro-Ilustrado do jornal The New York Times, em 2008. Lançou em 2009 o livro Here Comes Jack Frost, infelizmente ainda sem tradução para o português, que conta a história de um garotinho que não gostava de inverno e Little Wizard, em 2010. Todos os seus livros trazem simplicidade nas ilustrações, desenvolvidas em linóleo-gravura e com uma economia de cores responsável por construir sempre um clima peculiar nas narrativas.

 

Para conhecer Jack Fost e torcer para que a Cosac Naify o publique em breve:

http://us.macmillan.com/herecomesjackfrost/KazunoKohara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s